sábado, 15 de maio de 2010

Tão diferente e tão igual



se ainda o amo?
não poderia ser diferente

amo sua calma
seu sonar

[é perturbador e vaga-lume isso]

sabe?
é tão igual amar o ‘você’
que você é

mas, eu não sei ainda
o que há
mas tá ficando diferente
...


TEXTO e IMAGEM by Solange Mazzeto

2 comentários:

  1. Oi Regina, tava com saudade de vê-la por aqui viu?!

    Um beijo e como sempre grata por sua gentileza e delicadeza!

    ResponderExcluir